RUA do GASOMETRO -2-
Rua do Gasômetro nos anos 50

Paixão por madeira, desde 1950

A paixão pelo universo das madeiras fez surgir, em 1950, a Gasômetro Muller. A empresa familiar, instalada na rua do Gasômetro, região central da cidade de São Paulo, apostou no capital humano, e na oferta de produtos de qualidade e durabilidade, para se destacar entre tantas outras lojas do segmento no local.

Hoje, 65 anos depois, e gerenciada pela quarta geração da família, a Gasômetro Muller se orgulha de ser uma das mais tradicionais empresas do país. Movida por uma equipe altamente capacitada, a empresa investe em soluções sustentáveis em madeira, que ofereçam aos clientes sofisticação e conforto, com qualidade e durabilidade.

Rua do Gasômetro

Na década de 1950, a rua do Gasômetro, hoje bastante conhecida por reunir lojas do segmento de madeiras, foi muito visitada por mães que tinham filhos com problemas de bronquite.

No local, era produzido um gás em um grande caldeirão e, na crença popular, ele era um remédio e tanto para os problemas respiratórios.

Mas, para entendermos o porquê dessa grande caldeira estar ali, temos que voltar um pouco no tempo, no século 19.

Iluminação

Por muitos anos, a cidade de São Paulo foi iluminada por grandes lampiões, abastecidos por azeite de peixe.

Com o tempo, esse combustível foi substituído por outros materiais, até que, em 1872, os lampiões da cidade passaram a ser acesos com uma nova substância: um gás produzido em um estabelecimento chamado Gasômetro.

De tão conhecido na região, o local acabou dando origem ao nome da rua, que se mantém até hoje.